terça-feira, 21 de agosto de 2012

Jovem ou não, mãe é mãe.

Alguns chamaram de erro, outros chamaram de loucura, eu prefiro chamar de sorte.
Sorte, por ter um anjo comigo, sorte por me transformar numa pessoa melhor, sorte por me mostrar o que é o amor. Só depois de ser mãe posso falar que amei incondicionalmente, ou melhor... amo.
Jovem ou não, mãe é mãe.
E eu sou completamente apaixonada por essa nova tarefa que tenho que exercer!

Autor desconhecido


Nenhum comentário:

Postar um comentário