quinta-feira, 1 de março de 2012

Já estamos no mês de março...

...e a chegada da Júlia se aproxima.

Não me aguento de tanta ansiedade e, com isso, a insônia voltou. Com ela também vieram o medo, a insegurança, os momentos de desespero em meio às lágrimas por achar que não terei nada pronto até a chegada da minha pequena.

É preciso ter calma e manter o foco. Fácil dizer né... A cada movimento da Juju, sinto que já a tenho nos meus braços, passo horas imaginando como será sua carinha, seu choro, sua rotina. Esses pensamentos aumentam ainda mais meu medo, mas também aumentam algo que é muito mais importante do que qualquer coisa: o amor que sinto por você, Júlia.

A gente só descobre o que é amor de verdade depois que tem um filho, isso é um fato indiscutível. É tanto amor que às vezes chego a sentir um aperto no peito por não ter minha filha em meus braços para abraçá-la e enchê-la de beijos. Como eu quero morder suas bochechas fofuxas!!

Júlia, quero que você nasça logo, mas quero que você venha ao seu tempo, quando estiver preparada para enfrentar este mundo louco. Mamãe promete que vai esperar e preparar tudo o que falta para a sua chegada sem se descabelar e sem enlouquecer o papai...

Nós te amamos muito filha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário