quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

O maior presente que já recebi...

Bom, faz muito tempo que o papai criou esse blog para falarmos do nosso bebê, mas eu não me sentia muito a vontade em escrever. Com o passar do tempo, veio aquela enxurrada de emoções confusas e eu sentia que devia me expressar, porém, nem sempre consigo fazer isso falando. Então, vamos escrever...

Estar grávida já é algo um tanto confuso, até para as mulheres mais preparadas. No meu caso, foi assim também, até porque engravidei aos 18 anos.
Quando descobri que estava grávida, eu fiquei muitíssimo feliz. Mesmo sabendo de tudo que eu abriria mão, de todos os sonhos que seriam adiados, de todas as dificuldades que teria por ser tão nova, fiquei tão feliz que até parecia que eu estava planejando isso há muito tempo. Foi o maior presente que já recebi...



O papai ficou meio confuso no começo, mas me apoiou em todos os momentos, esteve presente sempre que precisei. Só posso agradecer a Deus por ter colocado esse homem maravilhoso ao meu lado.

Hoje, com 19 semanas de gestação, posso dizer que já me sinto bem preparada apesar de não saber o que vem pela frente. Estou muito ansiosa com a chegada do bebê, fico imaginando como será seu rostinho, seus olhos, cabelos, enfim... tudo. Torço para que nosso bebê seja saudável e traga muita alegria a essa família que está começando agora.

Quando penso na gravidez, sinto que eu já nasci preparada pra isso. Ser mãe era o maior sonho que eu tinha desde criança, e ter esse sonho realizado é algo inexplicável. Cada vez me sinto mais preparada, mais segura, mas ao mesmo tempo tenho medo de fazer algo errado, medo de falhar como mãe e esposa, medo de não conseguir guiar esta família... Para afastar esses pensamentos ruins, eu penso em todas as coisas boas que tenho. Penso em meu noivo que me ama muito e sempre faz com que eu me sinta a mulher mais maravilhosa e amada do mundo. Penso em meus amigos, que sempre estiveram ao meu lado, sempre apoiaram todas as minhas decisões e sempre me mantiveram firme e forte. Penso em minha família, que mesmo longe, sei que torcem por mim e que me amam muito.

Penso em meu bebê, aquele que deu o verdadeiro sentido a tudo, que será a fonte das mais diversas emoções que ocorrerão pelo resto de minha vida, que será meu amigo e companheiro de todas as horas, aquele que vou amar como nunca pude amar nada nem ninguém, aquele que fará com que eu sempre diga: "Sou a mamãe mais feliz do mundo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário